Seguidores

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Coração Irreverente



(D. A da frase)

Esperei o tempo passar e desgastar
o sentimento contido em meu peito.
Espera vã, o amor recusa-se a desocupar
meu coração que parece sentir-se satisfeito

em manter-me refém e intimidar minha razão.
Furta-me todas as forças, sinto-me impotente
para reagir e restaurar meu bobo coração.
O amor é louco, persistente e insolente!

Quantas definições podemos dar ao amor...
Mas não podemos dominar a sua irreverência.
Pensei em blindar o coração, fugir a todo vapor
desse amor que para mim não tem mais importância-

2 comentários:

  1. Linda poesia e nem sempre dá pra fugir simplesmente de um amor...bjs, chica, lindo fds!

    ResponderExcluir
  2. às vezes é mesmo difícil, porém preciso Chica.
    Bjss!

    ResponderExcluir

Bom dia, boa tarde, boa noite!!

Nem sempre um poema, prosa ou qualquer escrito agrada ao leitor, mas; se acaso minha singeleza tocar seu coração, deixe suas impressões, meu bloguinho agradece..
Sua visita será bem vinda e a minha gratidão será explícita.
Lendo, comente e deixe sua marquinha para que eu possa também visitar o seu espaço.
Deixe seus rastros de Luz e seja muito bem vinda (o)

Beijos de luz.
Diná