Seguidores

quarta-feira, 21 de junho de 2017

A noite se abre em Solidão



A noite se abre em solidão
A lua em sono profundo
Não há estrelas nem turbilhão
Na noite de silêncio agudo
Vejo um mundo sem expressão

Astros cochilam, é minha impressão
O céu está sizudo, orfão de claridade
Assim está o meu ser, farto de desilusão
Débil, sequioso de verdades,
Penso que perdi a autenticidade

Viajo em meus pensamentos
O que vejo não trago comigo
Deixo por lá meus tormentos
Sonho de cetim vagando ao vento
Noite de tumulto em meu abrigo

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Felicidade



Ousadia é para poucos
Faço parte de tal fatia.
Sou ousada e otimista
Sou feliz com minha realidade.

Meu humor é contagiante
Tristeza não aporta em meu cais;
Meu mar não é de lágrimas
Minha alegria é o lume para o escuro.

O sorriso tem cara
De rosa se abrindo,
É como estrada florida
Perfumando a vida

Ser feliz é condicionamento,
Ao esbanjar alegria
A felicidade se achega.

Vem pelas asas do tempo.