Seguidores

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Amenizando o dia a dia




Nada melhor do que conhecer a si mesmo, identificar os desejos, o porquê das tristezas, pensamentos negativos, fraquezas, medos, dificuldade no relacionamento, seja no seio familiar ou trabalho, e/ou de modo geral.
Identificando tudo que incomoda, vale trabalhar esses pontos, pois nada pior do que ser uma pessoa indesejada que descarrega suas frustrações no primeiro que encontra, e se a vítima não for uma pessoa controlada, surge aquele desagradável sobe e desce do salto, e ambos ficam no chão.

Creio que, no mais das vezes esse tipo de pessoa que parece viver de mal com o mundo e com todos, seja dotada de certa dose de inveja. É preciso ser pelo menos simpático para com todos. Ser gentil é prioridade.

É isto que chamamos de auto reconhecimento, na verdade, descobertas se não forem positivas, até são difíceis de aceitar é um processo dolorido, e é exatamente essa lapidação que precisa ser trabalhada com seriedade, coragem e muita verdade.

É impossível viver bem com nossos semelhantes sem tolerância. Nossos pais, irmãos, amigos e colegas de trabalho, enfim... Todos que nos cercam merecem o mesmo tratamento que gostaríamos de receber, ideal comportamento para, pelo menos, termos a consciência de que devemos sempre doar mais do que receber.

Viver é uma grande arte, é preciso ser criativo e consciencioso para transformar as adversidades que a vida impõe, pois, até os dissabores transmitem valiosas lições.

Se pensarmos num jardim florido, é possível sentir aroma agradável, se canalizo energias negativas, todos os sentimentos serão contaminados e tudo azeda.



Coração Irreverente


(D. A da frase)

Esperei o tempo passar e desgastar
o sentimento contido em meu peito.
Espera vã, o amor recusa-se a desocupar
meu coração que parece sentir-se satisfeito

em manter-me refém e intimidar minha razão.
Furta-me todas as forças, sinto-me impotente
para reagir e restaurar meu bobo coração.
O amor é louco, persistente e insolente!

Quantas definições podemos dar ao amor...
Mas não podemos dominar a sua irreverência.
Pensei em blindar o coração, fugir a todo vapor
desse amor que para mim não tem mais importância-



domingo, 6 de agosto de 2017

Renovo (Sem a vogal "A"

Este poema é mais um sem a vogal  "A"



Com você eu fui feliz
Vivi momentos intensos,
Sem tempo de ser infeliz
O destino deu por suspenso.

Fiquei como quem morre,
Vivendo sem rumo, sem sentido.
Meu mundo ruiu, tomei um porre
De um tempo ido e perdido.

Meu ser petrificou, perdi o senso
Mergulhei num mundo escuro,
O mundo dum sofrimento denso
Que me fez refém inseguro.

O tédio consumiu meu domínio
O impossível se fez presente.
Implorei um lume em meu benefício,
Um socorro pro corpo dormente.

Num certo momento desprende-se
um véu, vislumbrei um tempo novo.
Estremeci, o escuro refugiou-se
Tudo mudou, veio o renovo.